segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

RESENHA ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

Olá meus amores,
Venho trazer para vocês uma noticia muito triste, principalmente para mim. Vou precisar me ausentar do blog por motivos pessoais, então, essa é a última resenha que escrevo aqui. E para fechar com chave de ouro, eu trouxe a resenha do meu livro preferido: Alice no país das Maravilhas.
Gostaria de agradecer primeiramente a Morgana, que me deu essa oportunidade incrível de mostrar um pouquinho do meu trabalho para vocês. Participar desse blog foi um enorme presente para mim. Morgana, muito obrigada por tudo!
E por fim, agradecer a vocês que me acompanharam, comentaram, participaram e fizeram parte dessa experiência maravilhosa. Muito obrigada a todos. E vamos a resenha?

Resenha

Em Alice no país das maravilhas, começamos a estória com Alice um pouco inquieta, sem entender como sua irmã podia gostar de ler um livro sem figuras ou diálogos. Afinal, de que serve um livro sem figuras nem diálogos? De repente, Alice vê um Coelho Branco passar correndo. Inicialmente, ela não deu importância a isso. Mas, quando ele tirou um relógio do bolso do colete e começou a reclamar, a garotinha percebeu que havia algo estranho naquilo. Como um coelho poderia falar? E como poderia ter um relógio de bolso? Então resolveu seguir o coelho. Mas foi quando Alice resolveu acompanhá-lo, que caiu dentro da toca do coelho e chegou realmente ao País das Maravilhas.

Capítulo 1

A partir daí, Alice sai em busca de várias coisas, ora procurando uma maneira de chegar ao seu tamanho normal, ora querendo voltar para casa, e enquanto faz isso, acaba vivendo aventuras estranhas e conhecendo criaturas mais estranhas ainda, como o Chapeleiro, a Lebre de Março, o Gato de Cheshire e a Rainha de Copas.
Em Através do Espelho e o que Alice encontrou por lá, voltamos novamente a um mundo de imaginação, mas desta vez, a estória se passa na Casa dos espelhos, onde os objetos e seres vivos são o contrário do que deveriam ser. Quando sai para o lado de fora da casa, a menina recebe a notícia de que poderia participar de um jogo de xadrez como uma das peças. Se vencesse o jogo chegando à oitava casa, Alice se tornaria rainha. E assim corre a estória: Enquanto Alice tenta chegar à última casa para se tornar rainha, vai conhecendo muitas criaturas diferentes e enfrentando experiências estranhas pelo caminho.
As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho e o que Alice Encontrou por Lá, são duas obras extremamente interessantes, além de serem leituras muito leves e divertidas, cheias de paródias engraçadas, que certamente despertam a imaginação das crianças. Mas, Alice não é apenas um livro infantil, pois vale observar algumas coisas que estão nas entrelinhas do texto.
Alguns trechos e personagens da obra podem ser comparados com a nossa realidade, como o Coelho Branco, que mais parece um burguês que só se preocupa com o tempo e se esquece do mundo a sua volta, ou ainda o Papagaio, que usa seu título como sinônimo de sabedoria absoluta. E até mesmo a Lagarta, que vive em cima de um cogumelo fumando narguilé e não liga para absolutamente nada a sua volta. E muitas vezes a vida é assim, como a lagarta, tentamos encontrar uma saída e nos deparamos com várias perguntas sem nenhuma resposta. Porém, o autor não deixou Alice tão perdida assim não é? Ela encontrou o gato de Cheshire, aparentemente a única criatura sã do país das Maravilhas. Alguém que mostrou o caminho, por mais louco que este fosse. 
"Bichano de Cheshire", começou, muito tímida, pois não estava nada certa de que esse nome iria agradá-lo; mas ele só abriu um pouco mais o sorriso. "Bom, até agora ele está satisfeito", pensou e continuou: "Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?"
"Depende bastante de para onde quer ir", respondeu o gato.
"Não me importa muito para onde", disse Alice.
"Então não importa que caminho tome", disse o Gato.
"Contanto que eu chegue a algum lugar", Alice acrescentou à guisa de explicação.
"Oh, isso você certamente vai conseguir", afirmou o Gato, "desde que ande o bastante."
Como isso lhe pareceu irrefutável, Alice tentou uma outra pergunta. "Que espécie de gente vive por aqui?"
"Naquela direção", explicou o Gato, acenando com a pata direita, "vive um Chapeleiro; e naquela direção", acenando com a outra pata, "vive uma Lebre de Março. Visite qual deles quiser: os dois são loucos."
"Mas não quero me meter com gente louca", Alice observou.
Lewis Carroll nos mostra que devemos arriscar, sonhar, imaginar e nunca perder nossa essência ou deixar de descobrir quem realmente somos ou gostaríamos de ser.
Deixo para você a minha recomendação para estas duas obras incrivelmente maravilhosas. Se você não leu Alice, certamente não conhece as maravilhas que um mundo pode lhe oferecer.
Por fim, gostaria de propor uma adivinhação: Por que um corvo se parece com uma escrivaninha?

Titulo: As aventuras de Alice no país das maravilhas & Através do espelho e o que Alice encontrou por lá.
Editora: Zahar
Páginas: 320


Um beijo enorme e com muito carinho,
Andressa Castilho
           @andressa_castilho12




4 comentários:

  1. Gente do céu!!!!!!! ����
    Foi uma das melhores resenhas que tu já escreveu e com certeza a melhor que já li sobre o livro.
    Tu lacrouuuuu com platina, ouro e diamante derretidos e não simplesmente, com chave de ouro. Kkkkkk
    Jesus amado!
    Eu que agradeço por ter tido a honra de tê-la aqui. Serás sempre bem vinda para escrever, nem que seja uma resenha especial que tu queria compartilhar.
    Teu talento é nato e todo mundo que te acompanhou aqui com certeza sabe disso e continuara acompanhando a tua trajetória que será mais linda ainda!
    Te amo muitão! Obrigada por tuuuudo.

    ResponderExcluir
  2. Mor *--*
    Meu amor muito obrigada por tudo, por ter me confiado em mim e me chamado para ser colaboradora. Por ter me apoiafo e me incentivado, por sempre ficar ao meu lado e me acompanhar.
    Você me proporcionou uma experiência incrível de poder escrever livremente e mostrar um pouco do meu trabalho, não tenho palavras para agradecer.
    E sempre que eu puder vou estar por aqui compartilhando resenhas e principalmente, acompanhando você e seu talento maravilhoso.
    Amo você ❤❤❤

    ResponderExcluir
  3. Caraca! Nunca tinha pensado nessa comparação do autor com o mundo real, Andressa. Muito obrigada por essa ótima resenha (uma de muitas que você faz) e pela companhia aqui no blog da Mor. E assim como a Morgana disse: "sua trajetória será mais linda ainda", conte conosco e assim que puder volte pra gente, pra nos encantar ainda mais! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol *-*
      Ouun minha linda, MUITO obrigada pelo carinho, pela companhia, e tenho certeza que sua trajetória também será incrivel, pois pessoas maravilhosas recebem coisas maravilhosas.
      Tem uma frase do Pequeno Príncipe que diz "Só se vê bem com o coração". Sempre que leio um livro, eu leio com o coração. Se você tiver interesse, leia Alice de novo e comece a olhar os personagens de outra forma e você vai ver que todos eles retratam situações do mundo real.
      Eu fiquei mega feliz que tenha gostado da resenha, e voltarei com certeza e sempre estarei aqui acompanhando o trabalho de vocês.
      Um beijo e muito sucesso ❤

      Excluir